Posts Tagged ‘olimpiadas’

h1

Novo “Never-Seller”

agosto 21, 2008

Depois dos fracassos olimpicos do “Brasil do Pan”, novo livro para encalhar junto com o “Formando Equipes Vencedoras”, escrito pelo Parreira e lançado logo antes da copa do mundo de 2006:

Livro Diego Hypolito

Livro Diego Hypolito

Com os infaliveis conselhos escritos pelo Diego Hypolito logo antes de esconder a vara da Fabiana Murrer e cair sentado na final do solo.

h1

Na onda do Cielo

agosto 18, 2008

Pra que fui falar de olimpiada logo antes.

Deu que vou ter que repetir o assunto. É que o “globanismo” encheu muito a paciência com o ouro do Cielo. Acho que vi tanto a imagem do cara chorando que somando todas as lágrimas daria pra encher mais uma piscina.

Agora me fala: Quem era esse tal de Cielo 1 mês atrás?
Da mesma foram que o Thiago Pereira era um zé ninguém 1 mês antes do Pan (cujo nível de competição nem se compara com uma olimpiada) e voltou pra casa também como um zé ninguém depois de Pequim, porque caiu na real e o ufanismo oba oba não colou mais.

A moral de toda essa encheção de saco é:
Aí a natação ganha medalha, o judô ganha medalha, e é ouro do Brasil!! é bronze do Brasil!!

Sinceramente, o Brasil não merece. Os atletas sim, merecem, pois são quase super heróis de se classificarem para olimpiadas com tão poucos recursos, sem patrocinios decentes, sem condições de treino decentes. Mas quando o ouro vira “do Brasil”, me sinto roubado por eles. Como assim, não me dá nada e agora quer colher os frutos do meu esforço assim, de graça?

Vamos aos números, eles sempre ajudam a evidenciar algo:
A Alemanha é a quinta colocada, com 22 medalhas no total, sendo 9 de ouro.
A Alemanha tem 83 milhões de habitantes e área de 357.050 km²

O Brasil é o 36°, com 4 medalhas, sendo um ouro e três bronzes.
O Brasil tem 186 milhões de habitantes e área de 8.514.876,599 km²

Técnicamente é impossível que no meio desse mundão todo não tenha gente boa capaz de, com investimento e estrutura adequada (vide Ginástica Artística), disputar de igual pra igual (ou quase, pelo menos) com a elite mundial.

Mas esporte, no Brasil, é só futebol ou uma ou outra coisa que dá Ibope. E a Globo, do Brasil do Pan, das meninas da ginástica, se contenta em fazer a gente de palhaço tentando nos fazer acreditar que “agora vai!!”

Certo fez o Cielo, que tacou um dane-se pro Jornal Nacional e ficou aproveitando seu merecido descanso na Vila Olimpica.

h1

Pra não perder a onda das Olimpiadas

agosto 14, 2008

Vendo uma ou outra transmissão das Olimpiadas, me ocorreu que o evento é tipo jogos universitários tamanho família. Tamanho família tanto pela estrutura (Vila olímpica com prédios bonitinhos e camas confortáveis, não alojamentos feitos em escolinhas públicas) e pela quantidade de jogos – naturalmente, nos jogos universitários uma disputa de ginástica não daria certo, porque o equilibrio retirado pelo excesso de cerveja pode dar em contusão grave. E modalidades emocionantes como “Adestramento de Cavalos” são do tipo “hey man, tenho mais coisa pra fazer” nos Jucas e Economiadas da vida.

Mas esse não é o ponto principal da semelhança. Na real, é que tudo se resume à putaria.

Ou vai me dizer que aqueles caras que sabem que não disputam nem medalha de honra ao mérito ficam concentrados 24h dia e noite? Fuck off!! Deve ser uma putaria deslavada. Michael Phelps deve ser o único comeninguem daquela vila, que vai voltar pra casa com 8 medalhas de ouro enquanto o resto volta com oito atletas saradas no colo.

E daí tem a história dos cinco arcos interligados, que representam a interligação dos continentes através do esporte, coisa e tal. Fuck off again!! Olhando de perto, é a putaria  que leva à integração dos povos! Alemão pegando africana, brasileira pegando americano, japonês com coreana, até russo com geórgesa, georgenha, sei lá como se fala. Só o Diego Hypólito que deve ficar colhendo flores no jardim.

E falando em integração dos povos, maior bacana que nos intervalos dos jogos o sistema de som local toca músicas dos países particpentes. Num desses jogos aí a brasileirada tava fazendo uma senhora festa enquanto tocava “Festa”, da Ivete Sangalo.

Pois então, pergunto:
Quem foi a anta que mandou “Ilari-lari-ê” (sim, dela mesma, da Xuxa, aquela que fazia filmes eróticos com criancinhas antes da fama) como representante do cancioneiro tupiniquim??